Campanha de imunização contra a influenza começa hoje, (17) - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, sábado, 19 de agosto de 2017

Campanha de imunização contra a influenza começa hoje, (17)

A meta do Ministério da Saúde é imunizar 90% do grupo prioritário.

Publicado em: 17/04/2017 às 07h34


A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza vai começar nesta segunda-feira, dia 17 de abril, com a imunização dos grupos prioritários, sendo os primeiros os profissionais de saúde e crianças de 6 meses a menores de 2 anos (1 ano, 11 meses e 29 dias).

Para os grupos de gestantes, puérperas e crianças de 2 anos a menores de 5 anos a campanha será no dia 24 de abril. Já no dia 2 de maio, a campanha será aberta para os demais grupos tendo o dia 13 de maio como o dia D de mobilização.

 - Pessoas com 60 anos ou mais de idade; 

 - Os professores das escolas públicas e privada.

 - Povos indígenas: toda população indígena, a partir dos seis meses de idade.

 - Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.

 - População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional;

 - Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais

Neste ano serão incluídos os profissionais de educação da rede de ensino regular, especial e Educação de Jovens e Adultos (EJA) e superior das escolas públicas e privadas.

A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é de imunizar pelo menos 90% da população dos grupos prioritários. Vão ser disponibilizadas para o estado de Mato Grosso do Sul 754.529 doses da vacina.

 Grupo prioritário

Além dos profissionais de educação, fazem parte do público-alvo pessoas com 60 anos ou mais, crianças na faixa etária de seis meses a quatro anos, 11 meses e 29 dias de idade, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, trabalhadores de saúde, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas, população privada de liberdade e profissionais do sistema prisional.

 

 Assessoria de Comunicação / Patrese Marengo Rios