Após 56 anos, filho descobre quem é o pai e procura por ele em Rio Brilhante - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, domingo, 17 de dezembro de 2017

Após 56 anos, filho descobre quem é o pai e procura por ele em Rio Brilhante

Publicado em: 16/05/2017 às 12h05

Da Redação

Alberto Espíndola, 56 anos, nasceu em Ponta Porã (MS) e está a procura de seu pai.

Alberto Espíndola, 56 anos, nasceu em Ponta Porã (MS) no dia 07 de agosto de 1961. Ele é filho da brasileira Agostinha Espíndola e de Nélido Martinez. O que sabe é que seu pai provavelmente é de nacionalidade paraguaia

História de Alberto - Por conflitos pessoais, a origem e a identidade do pai de Alberto sempre foram guardadas a sete chaves pela mãe. Alberto tem 7 irmãos por parte de mãe, mas, mesmo com a grande família, ele sente um enorme vazio. A ausência do pai e a vontade de conhecê-lo sempre foi constante em sua vida.

Apenas aos 14 anos, Alberto descobriu que o seu padrasto, até então considerado como pai, não era o seu pai biológico. E desde então, ele tenta descobrir e encontrar Nélido Martinez. Porém, até fevereiro de 2017, a mãe de Alberto não havia dito o nome de seu pai. O segredo foi guardado por 56 anos e só foi revelado neste ano por que uma de suas irmãs pressionou para saber sobre ele.

Separação - Quando Alberto ainda era bebê os pais brigaram. À época, Nélido Martinez quis ir embora e levar Alberto junto para ser criado por ele. A mãe de Alberto não deixou e por ter sido abandonada ficou com muita raiva e mágoa do pai biológico. Por isso guardou o segredo sobre sua existência durante todo esse tempo.

Na busca pelo pai - A mãe de Alberto passou o contato de uma pessoa que poderia saber o paradeiro de Nélido Martinez. Assim, ele chegou até a sua tia paterna, Lucila Martinez, em Sanga Puitã. Lucila informou que também não tinha mais contato com o seu irmão Nélido, mas que sabia que ele estava morando em Rio Brilhante. Disse que Nélido havia se machucado, tomado um tiro por ter entrado em uma briga para defender um de seus filhos, e estava em uma cadeira de rodas.

Alberto diz, “O meu maior sonho é encontrar o meu pai, sinto que minha vida nunca será completa. Mesmo não o conhecendo tenho muito amor por esse homem e sonho com ele desde criança, mesmo nunca tendo visto”.

Quem souber informações de Nélido Martinez, favor entrar em contato no telefone 67- 9.8406-8251.




  • Objetivo32
  • Colégio Objetivo4