Deputado Coronel David articula com Governo o reajuste salarial dos militares de MS - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, sexta-feira, 23 de junho de 2017

Deputado Coronel David articula com Governo o reajuste salarial dos militares de MS

No dia 31 de maio, o Governo do Estado declarou “reajuste zero” aos servidores estaduais

Publicado em: 07/06/2017 às 17h48


O deputado estadual Coronel David (PSC) se reuniu com os associados da Associação Beneficente de Subtenentes, Sargentos e Oficiais oriundos do quadro de Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do MS na tarde desta terça-feira (6) em Campo Grande.

No encontro, o parlamentar falou aos presentes sobre as articulações de negociação salarial aos integrantes da carreira militar, após anúncio feito pelo Governo do Estado no dia 31 de maio (último dia para a negociação salarial, uma vez que a data-base do funcionalismo público estadual é maio), onde declarou “reajuste zero” aos servidores.

“Tenho intermediado junto ao governo do estado para que as negociações sejam reabertas. Solicitei para que sejam implementadas as propostas das entidades e dos comandos da instituição, incluindo propostas de reestruturação das carreiras da Policia Militar e do Bombeiro Militar. Estou junto da categoria a fim de conseguirmos mais melhorias para a carreira dos militares”, frisou Coronel David.

Para o presidente da Associação, Thiago Mônaco Marques, a representatividade do deputado Coronel David no legislativo estadual enquanto membro da segurança pública é essencial para que os policiais militares tenham êxito nas negociações. “O deputado Coronel David é um representante da nossa categoria na Assembleia Legislativa e veio conversar conosco sobre seu trabalho junto ao Governo em relação ao reajuste salarial dos servidores estaduais. Estamos há anos sem reajuste, precisamos de uma posição do Executivo e contamos com o apoio do Coronel David para conseguir esses avanços nas negociações”, disse Thiago.