• Império Contabilidade1

Prefeito Donato (PSDB) cria mais impostos e a decisão está nas mãos do vereador João Pedro (PMDB) - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Prefeito Donato (PSDB) cria mais impostos e a decisão está nas mãos do vereador João Pedro (PMDB)

Publicado em: 01/11/2017 às 14h57

Da Redação

O prefeito Donato (PSDB) mandou para a câmara de vereadores uma lei com projeto de número complementar 02/2017 onde ele quer criar mais imposto do ISS e até IPTU em cima de um grande número de pessoas e empresas da cidade que hoje não pagam por que a lei não exige e dispensa.

Esse projeto segundo informou os vereadores, precisa de 8 votos para ser aprovado e então o prefeito precisava de pelo menos um voto da oposição para ser aprovado.

Por exemplo está taxando de pagamento do ISS até pessoas que prestam serviço de colocar um PIERCINGS e congêneres, elaboração de programas até de tablets e smartphones e até inserção de textos desenhos e outros materiais de propaganda e até de translado de corpos e cremação, além de uma infinidade de outros serviços que até hoje são isentos.

Os vereadores considerados do prefeito (aqueles que são da sua bancada de defesa na câmara), que são O Presidente Nô (DEM), Sergio Silva (PSDB), Iliezinho (DEM), Everton Cristiano (PDT), Adãozinho (PTB), Marlão (PR) e Tania Castro (PTB), como sempre ficaram do lado do prefeito e contra o povo e contra as empresas e para variar votaram todos conforme o prefeito quer e aprovaram o projeto taxando ainda mais os empresários da nossa cidade e dificultando o crescimento dos pequenos e micros.

Parte da bancada da oposição, os vereadores Professor Furlan (PMDB), Juraci (PSC), Serginho Rigo (PT), Adailton (PV) e Wandressa (PSB) votaram e dizem que vai continuar votando contra o projeto alegando que o povo e o comércio não aguentam mais pagar tanto imposto e que o Brasil é um dos países com mais impostos no mundo e Rio Brilhante não precisa ser igual e que o que precisa é dar mais incentivo para os pequenos poder crescer, cobrando menos imposto e não taxando ainda mais serviços, e que esse projeto é mais um punhalada nas costas do cidadão que produz.

O vereador Professor Furlan (PMDB) disse ainda que o povo não aguenta mais tanto imposto e disse ainda que que o prefeito quer aprovar esse projeto a toque de caixa com urgência, sem dar oportunidade deles vereadores discutir com a sociedade esse projeto e ver o que é bom e que pode prejudicar e que a Associação Comercial deveria ser  consultada através de uma discussão. O presidente Nô (DEM) deveria ir na rádio falar sobre o assunto, mas ninguém quer discutir esse assunto e que o vereador não pode dizer amém a tudo que o prefeito quer.

O Vereador João Pedro (PMDB) votou junto com a bancada dos vereadores do prefeito, somando assim 8 votos a favor de mais impostos para o nosso comércio, mas já deixou avisado na tribuna quando falou sobre o projeto, que durante essa semana ainda analisar melhor o projeto e na segunda votação se não for convencido pode até mudar o voto e votar contra mais impostos para o comércio ou então pode manter mais essa "facada" nas costas dos nossos comerciantes e empresários pequenos.

Por essa justificativa a decisão está nas mãos do vereador João Pedro (PMDB) do porque se ele votar a favor de mais impostos o prefeito vai ter 8 votos e vai aprovar o projeto e se ele votar contra mais impostos o prefeito só vai ter 7 votos e não aprova mais impostos porque precisa de 8 votos segundo a Lei Orgânica de Rio Brilhante.




  • Drogaria Progresso4