Corumbaense vence Operário e fica a um empate do 3º título Estadual - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, terça-feira, 16 de outubro de 2018

Corumbaense vence Operário e fica a um empate do 3º título Estadual

Carijó marcou no primeiro tempo e administrou o resultado na etapa final. Decisão acontece no Morenão

Publicado em: 01/04/2018 às 17h31

GAZETA MS

Mutuca fez o único gol da primeira final de 2018 (foto: Reprodução/TV Morena)

O Corumbaense quebrou a série de quatro empates seguidos com uma vitória importante no sul-mato-grossense Loterias Caixa. Neste domingo, o Carijó derrotou o Operário no primeiro jogo da final da competição e agora joga por um empate no domingo que vem em Campo Grande para ser campeão pela terceira vez. O Galo precisará vencer por qualquer placar.

Sem Eduardo Arroz, machucado, o Corumbaense entrou na decisão embalado pelos quase 405 mil torcedores no Arthur Marinho. Pressionado e criando, o time do técnico Gianni Freitas teve a primeira grande chance logo aos 4 minutos, mas o chute de Mutuca passou perto do gol de Pereira. Aos 13, Jorginho entrou na área e chutou forte para grande defesa de Pereira.

O Operário assustou aos 14 com chute de fora da área de Igor Vilela que chegou a balançar a rede pelo lado de cima. Mas o bom começo do Corumbaense foi recompensado em boa jogada de Mutuca aos 16 minutos. O volante driblou o zagueiro Rodrigo Arroz e arriscou de fora da área para fazer um belo gol no Arthur Marinho.

O gol diminuiu o ímpeto do time da casa, mas mesmo assim teve a melhor oportunidade de gol nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 42, Guilherme apareceu bem e bateu no canto no goleiro Pereira que mais uma vez fez grande defesa e assegurou a desvantagem mínima nos primeiros 45 minutos.

Segundo tempo

O Corumbaense voltou para a etapa final com objetivo de correr riscos. A ideia deu certo até os 25 minutos. Nesse período, Willian até teve oportunidade de ampliar, mas finalizou mal aos 17.

Aos 24, o lateral do Operário, Da Silva, arriscou de fora da área a bola passou perto. Aos 36, o goleiro Guilherme do Corumbaense apareceu com uma defesa milagrosa. O zagueiro André Paulino subiu sozinho após cobrança de falta e cabeceou para o gol, mas o arqueiro foi buscar.

O Galo da Capital ameaçou uma pressão no final, mas quem teve a grande chance de gol foi o Corumbaense. Em contra-ataque, o lateral Valdinei saiu livre de seu campo de defesa e chegou até a grande área, mas a bola ficou em seu pé direito que fez se atrapalhar no lance e desperdiçar a última chance de seu time.

Com o resultado em Corumbá, o Corumbaense pode se tornar tricampeão se empatar ou vencer o jogo no Morenão. O Operário precisa de uma vitória por qualquer placar para quebrar o jejum de títulos. O jogo acontece no domingo, às 15h.




  • Colégio Objetivo4
  • Objetivo32