Operário quebra jejum e é campeão sul-mato-grossense depois de 21 anos - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, domingo, 17 de junho de 2018

Operário quebra jejum e é campeão sul-mato-grossense depois de 21 anos

Galo fez o resultado que lhe interessava no estádio Morenão e conquistou o 11º título Estadual

Publicado em: 09/04/2018 às 08h48

Gazeta MS Por Renato Giansante

Foto: Franz Mendes

O Operário voltou a comemorar o título Sul-mato-grossense de futebol! 21 anos desde a conquista de 1997, o Galo enfrentou e venceu o Corumbaense neste domingo em um estádio Morenão como há muito tempo não se via. O herói do jogo foi o zagueiro André Paulino, o mesmo que garantiu a classificação no último minuto diante do Urso nas quartas de finais. O Galo chegou ao 11º título no Estado, absoluto em número de conquistas.

Com a conquista, o Operário agora tem o restante da temporada para se preparar para 2019 onde terá além do Estadual, também a Copa Verde, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro Série D. Já o Corumbaense, que perdeu a chance de levantar a taça pela segunda vez seguida, agora se prepara para iniciar o Campeonato Brasileiro Série D ainda neste mês.

O jogo

Com cerca de 3,5 mil torcedores vindos de Corumbá, somado aos milhares de operarianos, o estádio Morenão reviveu os dias de glória ontem. Em campo, os times não decepcionaram e apresentaram muita garra em busca do título.

Como o primeiro jogo terminou na vitória de 1 a 0 para o Corumbaense, o Operário iniciou o duelo pressionando em busca do gol. A primeira oportunidade foi criada aos sete minutos quando o lateral Da Silva recebeu lançamento em profundidade, foi a linha de fundo e bateu forte, mas a bola passou perto do gol de Guilherme.

A resposta do Corumbaense veio aos 23 minutos. Agnaldo limpou a jogada, bateu no canto e por muito pouco não abriu o placar. O mesmo Agnaldo teve outra chance aos 30, mas novamente errou a direção. O Galo voltou assustar nos acréscimos do primeiro tempo. O lateral Alan arriscou e acertou o travessão. Nos primeiros minutos do segundo tempo, o veterano Rodrigo Grahl sentiu uma contusão e deixou o gramado para entrada de Jullyan no Operário.

Se o ataque estava passando em branco, o zagueiro André Paulino apareceu para ser o herói improvável. Aos 25, ele pegou o rebote da defesa e arriscou de fora da área para acertar o canto de Guilherme e fazer a festa dos torcedores.

O gol dava o título para o time da capital e então foi a vez do Corumbaense se arriscar ao ataque. Foi a fez do goleiro Pereira aparecer e salvar o Galo em diversas oportunidades.

Aos 41, o Operário ainda teve a chance de concretizar o título, mas Fernandinho errou o alvo em contra-ataque. A pressão do Corumbaense foi segurada e o Operário pode comemorar um título que estava engasgado há mais de duas décadas.




  • Colégio Objetivo4
  • Objetivo32

  • DOG BURGER AVENIDA33