Mulher é estuprada por invasor e vai nua à delegacia pedir socorro - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, terça-feira, 25 de setembro de 2018

Mulher é estuprada por invasor e vai nua à delegacia pedir socorro

Conforme Secretaria do Estado de Justiça e Segurança Pública, nos primeiros seis meses, foram registrados 230 crimes

Publicado em: 02/07/2018 às 06h49

Viviane Oliveira e Kleber Clajus

Mulher de 40 foi estuprada após ter a casa invadida por um homem, na manhã deste domingo (1º), na Vila Piratininga, região sul de Campo Grande. A vítima conseguiu fugir do criminoso e foi nua até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), que fica na região, pedir por socorro.

Conforme a polícia, a mulher dormia sozinha na casa, quando o agressor arrombou a porta e armado com uma faca a violentou. Em determinado momento, a vítima conseguiu fugir e correr até a delegacia. Ela foi levada à Casa da Mulher Brasileira, onde o fato foi registrado. O suspeito já foi identificado. Equipe policial faz buscas para tentar encontrá-lo.

Procurada, a delegada Anne Karine Sanches, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), disse que vai falar sobre o caso amanhã (2).

Conforme a Sejusp (Secretaria do Estado de Justiça e Segurança Pública), nos primeiros seis meses, foram registrados 230 estupros somente na Capital. Em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram 266 ocorrências, teve queda de 13%. O ano de 2017 fechou com 540 crimes de violência sexual.

O país registrou, em 2016, 45.460 casos de estupro, sendo 24% deles nas capitais e no Distrito Federal. Apesar de o número representar uma retração de 4.978 casos em relação ao ano anterior, com queda de 9,9%, o FBSP mostrou que não é possível afirmar que realmente houve redução do número de estupros no Brasil, já que a subnotificação desse tipo de crime é extremamente alta.

"O crime de estupro é aquele que apresenta a maior taxa de subnotificação no mundo, então é difícil avaliar se houve de fato uma redução da incidência desse crime no país", disse a diretora executiva do Fórum, Samira Bueno.

Atualmente no brasil acontece um estupro a cada 11 minutos e 33 segundos, ou seja 5 pessoas por hora. O estado com o maior número de casos foi São Paulo, que responde por 20,4% dos estupros no país, com 9.265 casos.

O levantamento estima que devem ter ocorrido entre 129,9 mil e 454,6 mil estupros no Brasil em 2015. O número mínimo se baseia em estudos internacionais, como o National Crime Victimization Survey (NCVS), que apontam que apenas 35% das vítimas de estupro costumam prestar queixas.

O número máximo, de mais de 454 mil estupros, se apoia no estudo Estupro no Brasil: uma radiografia segundo os dados da Saúde, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que aponta que, no país, apenas 10% dos casos de estupro chegam ao conhecimento da polícia.




  • Objetivo32
  • Colégio Objetivo4