Nova Alvorada do Sul: Homem de 26 anos morre e médicos suspeitam de gripe H1N1 - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, quinta-feira, 19 de julho de 2018

Nova Alvorada do Sul: Homem de 26 anos morre e médicos suspeitam de gripe H1N1

Publicado em: 12/07/2018 às 06h27

Dourados News

Um jovem de 26 anos morreu na manhã desta quarta-feira, dia 11 de julho, em Nova Alvorada do Sul e a suspeita é de que a morte tenha sido provocada pelo vírus da gripe H1N1. Material para exames foram coletados e encaminhados para laboratório especializado em Campo Grande.
 
De acordo com informações do site Alvorada Informa, a vítima, um prestador de serviços em uma empresa de eletrodomésticos, deu entrada na unidade de saúde nesta terça-feira (10) com sintomas cardíacos. Ele foi medicado, mas o quadro evoluiu e o rapaz não resistiu e morreu pela manhã.
 
Segundo informações do hospital ele teve síndrome respiratória aguda grave que pode ser causada por complicações de qualquer tipo de gripe. A secretaria de saúde colheu material para exames e enviou para Campo Grande. Por causa dos sintomas, investigação foi aberta para apurar se a morte pode ter sido causada por infecção do vírus H1N1.
 
Gripe em MS
 
De janeiro a maio deste ano, Mato Grosso do Sul registrou 13 mortes por Influenza. O número representa mais do que o dobro do número de mortes registradas no mesmo período do ano passado: seis. Os dados são do boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde).
 
Nos primeiros meses de 2018, foram registradas quatro mortes por Influenza A H1N1, sete por Influenza A/H3 sazonal, um por Influenza A ‘não subtipado’ e uma morte por Influenza B. Das treze mortes por gripe registradas em MS, oito foram em Campo Grande. Apesar do aumento, o número ainda é bem menor do que os dados de 2016, quando 103 pessoas morreram com casos de Influenza.
 
Ainda segundo o boletim divulgado pela SES, Mato Grosso do Sul registrou 488 notificações por Influenza e 77 foram confirmadas. Houve a confirmação de 27 casos de Influenza A H1H1, 37 ocorrências de Influenza A H3N2, 10 casos de Influenza A não subtipado e 3 casos de Influenza B.
 
Campo Grande foi a cidade com o maior número de confirmações da gripe, com 46 casos. O município de Bonito ficou em, segundo, com 5 casos de Influenza confirmados e, em terceiro, as cidades de Naviraí e Três Lagoas, com 4 casos.



  • Colégio Objetivo4
  • Objetivo32