Vereadora Lourdes Pimentel apresenta documentos e se defende de falsas acusações recebidas na eleição para a Presidência da Câmara de Nova Alvorada do Sul - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Vereadora Lourdes Pimentel apresenta documentos e se defende de falsas acusações recebidas na eleição para a Presidência da Câmara de Nova Alvorada do Sul

Publicado em: 12/09/2018 às 09h45

Da Redação

Após toda a polemica ocorrida na eleição para a nova mesa diretora biênio 2019/2020, onde assuntos internos foras resolvidos fora do legislativo, a Vereadora Maria de Lourdes Nunes Pimentel Borges Silveira (MDB), divulgou na manhã desta quinta-feira (06) nota a imprensa se defendendo das falsas acusações e apresentando documentos autenticados e reconhecidos pelo cartório como verdadeiras as assinaturas contidas no documento, o que causou espanto e surpresa foi a inautenticidade de assinaturas apresentadas pela outra chapa que estaria concorrendo ao pleito, sendo que a assinatura do requerente foi considerada falsa.

Na época dos fatos na primeira sessão ordinária da Câmara Municipal, na volta do recesso parlamentar ocorreria a eleição para a escolha da nova mesa diretora, mas devido a apresentação de 3 chapas para concorrerem duas delas foram impugnadas por estarem irregulares, sendo que duas vereadoras estariam inscritos em duplicidade em duas delas, a sessão chegou a ser interrompida por 15 minutos e na volta foi decidido que somente uma chapa poderia concorrer ao pleito, quando a chapa inscrita regularmente perdeu por 5 sim contra 6 não, levando assim a uma nova eleição na semana seguinte, ocorre que nova polemica aconteceu quando quatros dos vereadores expuseram seus votos secretos ao publico e a imprensa, visto que na lei orgânica do município prevê que a votação obrigatoriamente seria secreta, e com a exposição dos votos os vereadores justificaram seus votos e descumpriram o que manda a lei orgânica do município.

Após toda essa polemica, na manha do dia 08 de agosto, uma equipe de reportagem da TV Morena afiliada da Rede Globo de televisão, esteve na câmara municipal realizando uma reportagem sobre o assunto, causando tumulto e alvoroço, e contando com participações de terceiros, com interesses no pleito.

Após a vinda da equipe de televisão, três vereadores procuraram a delegacia onde denunciaram uma suposta utilização de documento falso na tentativa de prejudicar a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal.

Os vereadores denunciaram que foram vítimas de falsificação de documento particular. As duas vereadoras relataram que foram convidadas pela Vereadora Lourdes, para compor uma determinada chapa para concorrer a mesa diretora da a aproximadamente quatro meses.

Na época, essas vereadoras afirmam que foi feito um rascunho que seria a futura composição, porém, as duas contam que não chegaram a um acordo e foram encerradas as tratativas.

Mas, conforme documentos apresentados pela vereadora Lourdes Pimentel, a alegação de ser um documento falso, perdeu seu efeito com a autenticidade das assinaturas realizada pelo cartório de registro de Nova Alvorada do Sul, como também pelo requerimento feito pelas vereadoras Jane e Aninha, pedindo a retirada de suas assinaturas no mesmo dia 07, dia da eleição, protocolado na Câmara Municipal, afirmando que tinha uma chapa composta anteriormente com a Vereadora Lourdes; outro fato curioso foi a inautenticidade da assinatura no documento apresentado pela outra chapa concorrente, onde a assinatura do requerente foi considerada inautêntica, ou seja, foi assinado por outra pessoa.

Abaixo manifesto divulgado pela Vereadora Lourdes Pimentel

A verdade ...literalmente a verdade!!!

Éramos um grupo de 4 vereadores, sempre unidos, várias proposições assinavam juntos, enfim, tínhamos um relacionamento de companheirismo, de amizade.

Foi definido por 4 vereadores que teríamos uma chapa para apresentar no dia 07 de agosto de 2018, que a candidata a presidente da Câmara de Vereadores de Nova Alvorada do Sul, seria a Vereadora Lourdes Pimentel (MDB), por vários motivos, segundo o critério dos nobres pares. No final de junho deste ano, foi definido como seria a composição da referida, e foi feito o requerimento, com data futura do dia 07 de agosto, uma vez, que o compromisso já tinha sido firmado, e foi assinado pelos pares que estaria concorrendo a eleição da mesa diretora. E os procedimentos correram normal, até o dia 07 de agosto, para minha surpresa desagradável, tive conhecimento que tinha perdido 2 companheiras da minha chapa que concorreria a eleição da mesa diretora comigo. Porque assinaram em outra chapa também, fato curioso e importante sobressaltar o que levaria a tomar atitudes como as que tomaram. Daí, para tumultuar mais ainda, as colegas vereadoras protocolaram no mesmo dia, porém fora do prazo regimental, um pedido de retirada dos seus nomes na minha chapa, conforme exposto abaixo.(como protocolam uma retirada, se alegaram desconhecimento da chapa??)...

Diante de vários debates, as nobres vereadoras cometeram acusações gravíssimas e até calunia e difamação. Calúnia Art. 138 - Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime: Pena - detenção, de seis meses a dois anos, e multa.§ 1º - Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga.

Difamação Art. 139 - Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação: Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.

Após a vinda da Tv Morena na cidade, as mesmas buscaram recursos externos à Câmara Municipal para solucionar seus procedimentos regimentais errôneos que contrariam as normas constitucionais do município, que é a Lei orgânica e o regimento interno desta casa de Leis.

Diante deste fato e muitas inverdades ditas, por muitos que desconhecem o regimento interno, venho informar a todos o que de fato ocorreu, para que seja solucionado as dúvidas que muitas pessoas estão em dúvida com relação ao meu caráter de mãe, esposa, servidora pública, Vereadora Lourdes Pimentel.

Abaixo segue cópia do requerimento original, e com o reconhecimento das assinaturas em cartório, dos 4 vereadores que estavam composto nessa chapa. E que em momento nenhum, alguém assinou em branco esse requerimento; como também, segue para ciência de todos, o requerimento assinado pelas mesmas vereadoras, pedindo a retirada de suas assinaturas da minha chapa, portanto, as mesmas, não foram felizes de alegar que não tinham conhecimento do requerimento que tinha assinado comigo, uma vez que a prova está abaixo para conhecimento de todos.

A Vereadora Lourdes Pimentel enquanto legisladora neste município, e enquanto cidadã, obedeço na íntegra a legislação do meu país, do Estado e do Município.




  • Objetivo32
  • Colégio Objetivo4