Tony entrega desistência em reunião e Sete está fora do Estadual 2020 - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Tony entrega desistência em reunião e Sete está fora do Estadual 2020

Gestor do clube douradense já havia anunciado a intenção de não entrar na disputa

Publicado em: 21/10/2019 às 10h11

GAZETA MS

O Sete de Dourados está oficialmente fora do estadual 2020. Nesta quinta-feira (17), o gestor do clube, Tony Montalvão, entregou a carta de desistência durante a reunião técnica da competição realizada na sede de federação do estado, em Campo Grande.

Alegando falta de apoio financeiro para montar uma equipe competitiva e não querendo se prender a promessas que alega ter ocorrido em outros anos, Tony disse que o Sete só jogaria se aparecesse um parceiro com orçamento garantido, o que não ocorreu. Além disso, o clube perdeu neste ano o estádio Douradão que foi interditado por problemas elétricos e teve que jogar em Itaporã.

Com a decisão de Tony protocolada, a comissão técnica da FFMS enviará o ofício do Sete de Setembro para o TJD que definirá a punição do clube que deverá ser rebaixado à Série B. Segundo o presidente da FFMS, Francisco Cezário, o estadual deve ser disputado agora por nove equipes, sendo sete remanescentes e dois que irão subir via série B.

A reunião

A reunião desta quinta-feira contou com cinco dos sete times já garantidos no estadual. Apenas Serc e Corumbaense não enviaram representantes.

Dois pontos cruciais foram explicados aos dirigentes pelo Vice-Presidente e Coordenador de Competições da FFMS, Marco Antonio Tavares: laudos de estádios e formação dos treinadores.

De acordo com Tavares, o Ministério Público Estadual comunicou a Federação que os laudos deverão ser entregues impreterivelmente 45 dias antes do início da competição.

Anteriormente, o MPE recebia até dias antes do início da competição os laudos e liberava ou não os estádios. Como o Estadual 2020 começa dia 22 de janeiro, o prazo fatal é 7 de dezembro.

"O MPE vai receber os laudos dos clubes mas cobrar de fato o Estatuto do Torcedor que determina entrega dos laudos 45 dias antes do início de qualquer competição. Os laudos deverão ter validade até 26 de abril, data da decisão do Estadual", informou Tavares.

Caso os 10 clubes não apresentem os laudos de seus estádios até esta data, a competição não inicia na data prevista pela Federação.

Treinadores

Sobre a formação dos treinadores, a partir de 2020 os clubes deverão registrar seus profissionais no BID da CBF como já ocorre no país há pelo menos 3 anos.

Para isso ocorrer, os treinadores deverão possuir curso Licença A, B ou C emitidas pela CBF, ou Curso de Treinadores oferecidos pelas Federações ou Sindicato dos Treinadores e não podem ser on-line.

Caso haja demissão do treinador, o clube só conseguirá registrar outro profissional no BID da CBF após rescisão ou quitação trabalhista com o profissional anterior.