A menos de um ano das eleições, PSDB e PSD protagonizam brigas na Câmara de Campo Grande - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

A menos de um ano das eleições, PSDB e PSD protagonizam brigas na Câmara de Campo Grande

O motivo vai desde vetos a propostas de leis até cobrança de resposta do Executivo municipal aos requerimentos

Publicado em: 04/12/2019 às 09h06

Mídia Max

Enquanto as declarações de membros do PSDB e PSD têm sido em torno de possível apoio do governador Reinaldo Azambuja à reeleição do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, vereadores de ambos partidos protagonizam verdadeiras brigas há pelo menos duas semanas na Câmara Municipal.

O motivo vai desde vetos a propostas de leis até a mais recente, cobrança de resposta do Executivo municipal aos requerimentos apresentados pelos vereadores André Salineiro (PSDB), Lívio Viana (PSDB) e Vinicius Siqueira (DEM).

Líder do prefeito na Casa de Leis do município, o vereador Chiquinho Telles (PSD) afirmou em outras ocasiões que o apoio de Marquinhos em 2018 foi essencial para reeleição de Reinaldo, portanto, o natural é que, no próximo ano, o chefe do Executivo municipal receba o mesmo tratamento.

Ao mesmo tempo, o parlamentar é um dos que protagoniza discussões com parte da bancada tucana ao defender o prefeito. Um dos requerimentos não respondidos é de Salineiro, no qual ele pede informações sobre o cumprimento de projetos que viraram leis.

Os embates mais calorosos aconteceram na terça-feira (3), quando Lívio Viana lembrou que faz parte de um partido que pode apoiar Marquinhos no ano que vem, ou seja, não seria oposição ao prefeito e que as críticas feitas teriam fundamento. Chegou a dizer, ainda, que o líder endeusa o prefeito.

Fora da Câmara, o discurso principalmente do PSDB é de que a legenda pode apoiar o atual prefeito, mas que não diminuirá de tamanho e buscará ampliar o poder em 2020. Marquinhos Trad desconversa quando o assunto é reeleição e diz que não apoiou Reinaldo esperando algo em troca no próximo ano. Contudo, em vários eventos, como a reinauguração da Rua 14 de Julho, em 29 de novembro, os dois compartilham o mesmo palco – ressaltando sempre que a parceria é administrativa.