MS 'pega pesado' no preço das placas do Mercosul e empresas são notificadas pelo Procon - Rio Brilhante News - Notícias de Rio Brilhante MS e Região

22º min
32º max

  • Coberturas31


Rio Brilhante - MS, sábado, 22 de fevereiro de 2020

MS 'pega pesado' no preço das placas do Mercosul e empresas são notificadas pelo Procon

Emplacamento no novo modelo pode sair até R$ 100 mais barato em outros estados brasileiros

Publicado em: 03/02/2020 às 15h50

TopMídia News

Para evitar irregularidades nas trocas de placas, que passam a obedecer ao modelo “Mercosul” a partir desta segunda-feira (3), a Superintendência do Procon Estadual realizou uma pesquisa no sentido de verificar a fixação de preços para aquisição dos referidos equipamentos, bem como a comprovação de credenciamento das empresas junto ao Detran/MS.

O emplacamento no novo modelo pode sair até R$ 100 mais barato em outros estados brasileiros. Por isso, segundo o órgão, será feita uma fiscalização intensa junto às “estampadoras”, empresas credenciadas à produção das placas, visando evitar prejuízos aos consumidores.

Quatro empresas já foram notificadas para prestarem esclarecimentos a respeito dos valores cobrados e da qualidade dos serviços, atendendo, inclusive, a denúncias de consumidores que já chegaram ao órgão estadual.

Agora, as empresas notificadas tem o prazo de dez dias corridos a contar da data imediatamente posterior ao recebimento da notificação, para apresentação de explicações detalhadas quanto aos componentes na formação dos preços dos serviços.

Entenda

A adoção de um modelo único de placas de automóveis nos países que compõem o Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) foi determinado pela Resolução 780 do Conselho Nacional de Trânsito, o Contran, e vale para todo o país.

Para quem comprou um carro zero, é preciso ir até o Detran-MS e solicitar o código da placa. Em Mato Grosso do Sul, seis empresas estão credenciadas para realizar o serviço, sendo quatro na Capital e duas em cidades do interior (Dourados e Três Lagoas).

O valor mais barato é de uma empresa que fica na Vila Sobrinho, por R$ 140 a unidade. Como os carros precisam de uma dianteira e traseira, o valor será de R$ 280. Para moto, o valor é R$ 140.

Para quem tiver o modelo antigo de placa, a troca deverá ser feita no caso de mudança de município ou unidade federativa; roubo, furto, dano ou extravio da placa e nos casos em que haja necessidade de instalação da segunda placa traseira. No entanto, quem quiser adotar o novo modelo de identificação por conta própria, pode fazê-lo, seguindo o mesmo procedimento.

Valores em outros estados

Enquanto no Estado os valores oscilam entre R$ 280,00 a R$ 300,00, no Paraná a variação vai de R$ 160,00 a R$ 200,00; no Mato Grosso vai de R$ 200,00 a R$ 230,00, em Santa Catarina os custos são de R$ 200,00, no Rio de Janeiro de R$ 179,00 e São Paulo R$ 250,00.